Domingo, 23 de fevereiro de 2020
(86) 9 81736994
Governo
Brasil/Paraguai

Postada em 19/01/2020 ás 10h46

Publicada por: Redação Fala Nordeste

Fonte: Metropóles

Integrantes do PCC fogem de presídio na fronteira Brasil/Paraguai
Segundo jornal paraguaio, ao menos 90 homens escaparam por um túnel. Autoridades locais haviam sido informadas do plano há um mês
Integrantes do PCC fogem de presídio na fronteira Brasil/Paraguai

Foto: Divulgação

Integrantes da facção criminosa PCC fugiram do Presídio de Pedro Juan Caballero, na fronteira entre o Paraguai e o Brasil, próximo ao município sul-matogrossense de Ponta Porã, distante 323 km de Campo Grande.

Durante a madrugada deste domingo (19/01/2020), cerca de 90 detentos fugiram da unidade, segundo o jornal paraguaio ABC Color, por um túnel. Eles conseguiram, praticamente, esvaziar o pavilhão B, destinado aos presos da facção criminosa.

Conforme o jornal, o número ainda não está confirmado e apenas um dos presos teve a fuga frustrada. A distância entre o túnel e a guarita mais próxima é de apenas 25 metros, “onde deveria estar ao menos um guarda de cela”, destaca a publicação.

O jornal paraguaio afirma que a ministra da Justiça, Cecilia Pérez, já havia declarado que as autoridades detectaram um plano de fuga de presos membros do PCC.

Segundo as investigações, a organização oferecia cerca de 80 mil dólares para carcereiros ou policiais que facilitassem a fuga. Com a informação, a ministra declarou que as autoridades estavam “reforçando a cobertura policial e militar” no Presídio de Pedro Juan.

Informações preliminares dão conta que ao menos de 200 sacos foram empilhados em uma das células, que continha a areia extraída para formar o túnel usado na fuga. As autoridades locais acreditam que houve uma grande mobilização entre os presos.

Alguns dos presos que escaparam teriam participado do motim realizado na prisão de San Pedro, no qual morreram um total de 10 presos, alguns decapitados e outros devido a facadas, que depois foram calcinados.

Em dezembro do ano passado, o Metrópoles mostrou, com exclusividade, um plano de resgate do líder do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Willians Herbas Camacho, no Presídio Federal de Brasília, fez com que os ministérios da Justiça e da Defesa fechassem um acordo para intensificar a segurança do complexo, localizado em São Sebastião. Militares do Exército Brasileiro foram direcionados para a penitenciária de segurança máxima.

Fala Piauí no Facebook:
imprimir

Veja também

»
Receba notícias do Fala Nordeste pelo WhatsApp WhatsApp
© Copyright 2020 - Fala Nordeste - Todos os direitos reservados - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium