Segunda, 18 de novembro de 2019
(86) 9 9983-4382
bodog topo
Nazária

Postada em 10/11/2019 ás 08h00 - atualizada em 10/11/2019 ás 09h02

Publicada por: Redação Fala Nordeste

Prefeito de Nazária usa programa federal destinado a famílias carentes para fins políticos
As famílias carentes foram beneficiadas apenas com o recurso de 10 mil reais, ao invés de 30 mil
Prefeito de Nazária usa programa federal destinado a famílias carentes para fins políticos

O Portal Fala Piauí teve acesso na manhã desse sábado (09) à um grave denúncia envolvendo o programa federal de Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) na cidade de Nazária. O relato da denúncia foi feito pelo senhor Ismael, técnico da Imate, através de áudios no Whatsapp.

De acordo com os áudios, Ismael PAA é um programa criado pelo governo federal, e tem como objetivo comprar a produção dos produtores rurais, e quem pode participar são pessoas que são produtores rurais produtivos, e que tem declaração de aptidão do Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF). Essa produção rural é comprada, por meio de recursos federais, e doadas para famílias carentes, devidamente cadastradas. No caso de Nazária, o programa é coordenado pela Emate.

Ismael, como técnico e representante do Imate, explicou o porquê que as famílias receberam apenas R$ 10 mil do PAA, ao invés de R$ 30 mil. “O CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) indica as associações que devem ser entregue os produtos. Quem deve ser beneficiado com o recebimento dos produtos (...). Tem acontecido diferente em Nazária. O programa é usado para fins políticos. E Isso é errado. (...) Eu pego a produção, e entrego no Cras. Eu e a Elenilza, subordinada do secretário Alberto Sena, assinamos recebimento do produto para ser feito a doação. Eu fui surpreendido, quando cheguei lá para saber que dia eles iam ‘ajeitar’ o caminhão para a gente receber as mercadorias e distribuir nas comunidades. A Elinilzar disse que estava autorizada, ela deixou bem claro, pelo Alberto em não assinar o recebimento dessas mercadorias, vindo por parte do vereador Careca. Fiquei pasmo”, explicou.

Conforme Ismael, ele tentou verificar o que tinha acontecido. E ao conversar com o secretário Alberto, ele foi informado que deveria pedir autorização ao prefeito para poder ser assinado o documento para poder fazer as doações. Vale ressaltar, que o recurso federal. “Tive que ir na prefeitura e o prefeito não me recebeu. Não deixaram eu entrar, porque o Alberto Sena já estava com o prefeito. Ele (prefeito Osvaldo Bonfim) assinou um oficio para os 10 mil reais que outra vereadora conseguiu, autorizando o recebimento dos produtos da lista da Margarida, ligada a uma outra vereadora”, concluiu.

Ainda conforme os áudios, o prefeito Osvaldo Bonfim assinou um documento sobre o recurso de 10 mil reais, que foi conseguido por meio de uma outra vereadora, mas não autorizou o recebimento do recurso de 20 mil reais do vereador Careca. Deixando claro que uma questão pessoal/política foi fortemente influenciada na esfera social. Prejudicando apenas as famílias carentes que poderiam ser beneficiadas com produtos no valor de 30 mil reais, e não apenas de 10 mil reais. Os 20 mil reais, que a prefeitura de Nazária não aceitou, será destinado para famílias carentes da Vila Irmã Dulce, em Teresina.

Fala Piauí no Facebook:
imprimir

Veja também

»
Receba notícias do Fala Nordeste pelo WhatsApp WhatsApp
© Copyright 2019 - Fala Nordeste - Todos os direitos reservados - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium