Sábado, 24 de agosto de 2019
(86) 9 9983-4382
Valença do Piauí

Valença do Piauí

Rayanne Araujo Notícias do município de Valença do Piauí
[email protected]
89999282173
Piauí

Postada em 19/07/2019 ás 08h42

Publicada por: Rayanne Araujo

Fonte: Fonte: Cidadeverde.com / Por Valmir Macêdo

Projeto prevê 300 cisternas para o semiárido do Piauí
Dentre as cidades e comunidades contempladas estão Simões, Curral Novo, Betânia, Serra da Capivara e Serra do Inácio
Projeto prevê 300 cisternas para o semiárido do Piauí

fotos arquivos

Comunidades afetadas pela seca no semiárido dos territórios do Vale do Itaim e da Serra da Capirava deverão ser beneficiadas com 300 cisternas calçadão até o final de 2019. A ação faz parte do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e foi anunciada em uma reunião nesta quinta-feira (18).

Dentre as cidades e comunidades contempladas estão Simões, Curral Novo, Betânia, Serra da Capivara e Serra do Inácio. As cisternas contam com volume de 56 mil litros de água para abastecer agricultores familiares da região.

A escassez de água é um dos principais campos de atuação do programa da ONU no Piauí. O tema da convivência com a seca e o impacto de grandes investimentos em energia na região do semiárido recebe a atenção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), promovidos pela ONU.

Para Maurilo Oliveira, coordenador do PNUD no Piauí, além da escassez hídrica há outros gargalos para o desenvolvimento social no semiárido do Piauí. “Problemas ambientais, educação com qualificação e universalização da saúde. O passo inicial é fazer esse levantamento de dados”, explicou.

No Piauí o PNUD vem trabalhando desde 2018.  São cerca de R$ 2,5 milhões do Governo Federal e R$ 2,5 milhões de uma empresa privada de energia eólica que atua na região.

“Apelidamos os ODS de Fundo de Desenvolvimento Social porque ele reúne ações do Estado, sociedade civil e da iniciativa privada em prol de desenvolvimento”, Rejane Tavares, superintendente de planejamento estratégico do Estado, que atua em parceria com o Pnud.

No Piauí o PNUD vem trabalhando desde 2018.  São cerca de R$ 2,5 milhões do Governo Federal e R$ 2,5 milhões de uma empresa privada de energia eólica que atua na região.

“Apelidamos os ODS de Fundo de Desenvolvimento Social porque ele reúne ações do Estado, sociedade civil e da iniciativa privada em prol de desenvolvimento”, Rejane Tavares, superintendente de planejamento estratégico do Estado, que atua em parceria com o Pnud.

Fala Piauí no Facebook:
imprimir

Veja também

»
Últimas notícias
Últimas municípios
Vídeos
Mais lidas da semana

Facebook

»

Twitter

»

Enquete

»

Nenhuma enquete cadastrada.

Receba notícias do Fala Piauí pelo WhatsApp WhatsApp
© Copyright 2019 - Fala Piauí - Todos os direitos reservados - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium