Domingo, 22 de setembro de 2019
(86) 9 9983-4382
Corrente

Postada em 22/05/2019 ás 18h05

Publicada por: Redação Fala Nordeste

Fonte: AZ

Estudante é violentada em excursão do Instituto Federal do Piauí
A jovem, que é menor de idade, teria sido drogada por um aluno do próprio instituto e outros dois da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) que participaram da viagem e são acusados de cometerem o crime.
Estudante é violentada em excursão do Instituto Federal do Piauí

Imagem ilustrativa

Uma estudante do Instituto Federal do Piauí, Campus Corrente, foi abusada sexualmente por outros alunos durante viagem ao estado do Tocantins. 

A jovem, que é menor de idade, teria sido drogada por um aluno do próprio instituto e outros dois da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) que participaram da viagem e são acusados de cometerem o crime. 

Segundo denúncia, os autores do abuso ainda foram pegos em flagrante delito. Uma professora, que não teve o nome divulgado, teria conhecimento sobre o caso, mas nada fez. Na ocasião, ela teria dito à família da adolescente que ocorreu apenas “um probleminha” durante a viagem. 

Nenhum Boletim de Ocorrência foi registrado sobre o caso. Mas segundo informações passadas ao Portal, a direção do IFPI foi informada pela própria família da vítima, porém não tomou as providências cabíveis diante do fato. 

De acordo com denúncia, esse não é o primeiro crime de abuso sexual ocorrido no IFPI de Corrente. Já surgiram relatos de outras ocorrências desse tipo e que, inclusive, teriam sido registradas na Polícia Civil.

Outro lado 

O Instituto Federal do Piauí (IFPI) confirmou o caso de violência sexual contra a estudante. A instituição informou que a vítima não quis registrar Boletim de Ocorrência e que o processo se encontra em fase de apuração. 

Veja a nota do IFPI na íntegra:

Sobre denúncia de violência sexual sofrida por estudante do Instituto Federal do Piauí durante visita técnica, no dia 10 de maio ao estado do Tocantins, informamos que, tomando conhecimento do ocorrido, os docentes responsáveis pela atividade, imediatamente entraram em contato com o pai da estudante, o qual solicitou que após a viagem fossem tomadas as devidas providências.

Após a consulta sobre desejo de registro de ocorrência policial, realização de exame de corpo de delito ou assistência médica, a mesma respondeu não desejar tomar tais providências, decisão esta informada ao pai, que concordou com a decisão. Ainda no dia 10 de maio, os docentes reportaram o ocorrido à Direção do Campus, que instaurou processo de sindicância, ação recomendada pelo regulamento da Organização Didática.

A fase em que se encontra o processo é de apuração, com início de tomada de depoimentos. Quanto ao envolvimento de discentes da Universidade Estadual do Piauí, a Direção Geral do Campus informa que enviou ofício notificando a Instituição sobre o ocorrido.

Fala Piauí no Facebook:
imprimir

Veja também

»
Receba notícias do Fala Piauí pelo WhatsApp WhatsApp
© Copyright 2019 - Fala Piauí - Todos os direitos reservados - E-mail: [email protected]
Site desenvolvido pela Lenium