Sábado, 24 de agosto de 2019
(86) 9 9983-4382
maranhao
'Pré-pré-Candidatos'

Postada em 15/05/2019 ás 12h06

Publicada por: Redacao

De olho em 2020, partidos buscam candidato para enfrentar ‘tucanos’ em Teresina
Sem nomes ainda, partidos buscam estratégias, mas sem união da oposição a base do Prefeito sai em vantagem.
De olho em 2020, partidos buscam candidato para enfrentar ‘tucanos’ em Teresina

Imagem ilustrativa.

Há pouco mais de 15 meses para as próximas eleições municipais, a oposição em Teresina ainda não definiu os seus nomes para disputar a Prefeitura da capital contra o hegemônico grupo do atual prefeito Firmino Filho. O pior de tudo é que nem mesmo os tucanos, ‘mais progressistas do que nunca’, também ainda não se definiram.

O partido que mais tem trabalhado na oposição em busca de nomes é o MDB. Meses atrás o deputado estadual e presidente da Alepi, Temístocles Sampaio, havia convidado o ex-deputado Dr.Pessoa para se filiar ao partido e, possivelmente disputar o próximo pleito na capital pelo partido. Porém, os emedebistas ainda não bateram o martelo ou, pelo menos, não vem conversando entre si, já que no último fim de semana o senador Marcelo Castro (MDB) fez uma visita ao ex-prefeito Silvio Mendes (PP) e o convidou para ingressar no MDB e ser o candidato do partido em 2020.

Já outros partidos como o PT, PTB e PP ainda não definiram se terão candidatos. Se por um lado o PT há décadas promete ter um nome forte, dá última vez que tentou foi em 2012 quando o então senador Wellington Dias (PT) se candidatou, mas quando viu que não chegaria perto do ninho tucano, desistiu. Para esse ano, além da briga que sempre já entre Junior do MP3 e o vereador Dudu, a novidade é o surgimento do nome do deputado Franzé (PT) e um movimento favorável a candidatura de Rejane Dias (PT). Nos bastidores o que se comenta é que para o PT e outros partidos da base, o melhor seria apoiar o nome do secretário de Segurança, Fábio Abreu (PR), que tem grande apelo popular.

Já os progressistas, liderados pelo senador Ciro Nogueira (PP), parecem ter planos maiores e devem apoiar o candidato do Firmino em 2020, para em troca ter esse apoio em 2022 para disputa ao Governo, por outro lado, se tratando dos progressistas todos sabem que a ‘casaca’ pode mudar a qualquer instante. Caso isso ocorra, o único nome para uma candidatura própria do partido seria o da deputada Federal, Margareth Coelho (PP), mas o progressista não se arriscaria a bancar esse nome sozinho.

O PTB, liderado pelo ‘ressurgido’ ex-senador João Vicente Claudino, ainda não se definiu se terá candidato na capital. Com olhos em 2020, o experiente e sempre traído politicamente JVC, espera repetir a receita de anos atrás e fortalecer o partido no interior nas próximas eleições. Já na capital, o ex-senador e empresário já se mostrou mais alinhado ao Prefeito Firmino, mas nada o impede de lança a ‘carta na manga’ que é o senador Elmano Ferrer. É bem sabido que o ‘Veim Trabalhador’, apesar do mandato no senado, anda distante do eleitor, mas pode ser um bom nome para Prefeitura, sendo que já esteve sentado na cadeira da Prefeitura e transformou a cidade num canteiro de obras na época, apesar do pouco tempo de administração.

Por fora, já começou a correr em ritmo de campanha o deputado estadual, Georgiano Neto (PSD), que anda pra ‘cima e baixo’ na capital juntando opositores ‘esquecidos’, mas que podem cativar votos. 

Fala Piauí no Facebook:
imprimir

Veja também

»
Receba notícias do Fala Piauí pelo WhatsApp WhatsApp
© Copyright 2019 - Fala Piauí - Todos os direitos reservados - E-mail: [email protected]com
Site desenvolvido pela Lenium